Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
Um Abanão

     Verdade seja dita, um abanão a sério é o que este País precisa já que, estamos a ser transformados em cordeirinhos de carreiros ou seja, vamos para onde nos mandam.

     Mas, somos encaminhados por incompetentes, arrogantes e profissionais sem qualificação, com cursos ???? não sei de quê, nem muito menos como foram conseguidos ! ? !

     Temos várias hierarquias impostas por políticos, se bem que a mais alta não deve olhar concertesa para baixo dos seus pés pois o tampão que o separa daqueles que sendo a maioria, só serve para contar os votos, os tais papelinhos que dão acesso a poleiros de papo cheio e mentes vazias.

     Senão vejamos, como é possível a assembleia dita da república ? ter aquelas cadeiras todas ocupadas ? Como até à data, os tais poleiros altos ainda não fizeram as contas e, não repararam que ali, na dita assembleia, só deviam estar 50% e não a sua totalidade ? Porquê ? porque se repararmos e quem contas sabe fazer, esqueceu-se ??? de quanto foi a abstenção por isso, como se teve a lata de dar poleiros a quem ali não devia estar !!?

     Será que a abstenção não é representativa ? Será que vamos continuar a ser conhecidos por esse mundo fora como seres bonzinhos, acolhedores e desinteressados ?

     Um abanão não fazia mal e mais, isto precisava mesmo de ser voltado do avesso porque por incrível que pareça, até a comunicação social ? consegue passar uma esponja por cima de todo e qualquer tema ou situação que não seja lucrativa, deixando os verdadeiros assuntos que a todos nos aflige de lado, para no lugar destes colocar casos de polícia, encontros cor de rosa com inúteis, etc., etc.,

     Sempre escrevi que saúde, educação, lares, creches e justiça , deviam estar fora da alçada dos políticos, deviam ser exercidos por pessoas competentes e qualificadas para tal e não, mudarem sempre que um governo muda, pois são sectores que não mudam consoante a cartilha política destes grupos imunes.

     Somos os que temos os impostos mais altos da Europa, em contra partida e para nossa satisfação, temos os ordenados mais baixos. Exigem que temos que produzir mais mas, de certesa que não é para o benefício da maioria mas sim, para as reformas chorudas de alguns pois se olharmos por esse mundo fora, só vimos  vencimentos de cargos políticos mais altos, naqueles Países do 3ª mundo, onde a justiça punitiva é para a maioria e a corrupção protegida para a minoria.

     Olhando para traz , alguém disse ... ... que os militares só servem para marcar passo, ..., olhando o que se tem passado a seguir a essa frase , a incompetência , incapacidade e estagnação evoluiu no sistema político actual e se pensarmos para o futuro, se o que até aqui continuar, o homo sapiens ou erecto ? Português começou a sua evolução !!!!!! ... ...



publicado por aruangua às 23:27
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 19 de Junho de 2007
O baile da Caravana ! ! !

     Como definir aqueles que mesmo pesados deslizam por espaços constantemente repisados cujo pavimento mesmo enrugado, incerto, maltratado e cheio de orifícios mais ou menos constantes, por ali passam como se uma pena fossem ?

     Hoje como ontem e amanha, vamos ver quer nos estimulem, obriguem ou nos mintam, a Votar para que o estado de coisas pois outro nome já não é possível chamar, mude, se os pares são sempre os mesmos só que por incrível que pareça, ora com cartola, ora de cetim ou então de jeans mas, as suas acções baseiam-se nos mesmo passos, nas mesmas voltas e nos mesmos atropelos.

     Se a memória existe nesses seres, que pensamento terão ao analisarem esses anos todos e repararem que pessoas que não estudaram nem se quer se aplicaram, para aquilo que de peito para a frente, nariz ao alto, olhos bem em frente sem observarem o que ao lado se passa, conseguiram com umas frases abstractas , bonitas no seu enfeite e algo sem significado, exercerem tantos cargos que se calhar se se perguntassem à maioria, de certeza que não se lembrariam e mais, hoje reprovariam que uma pessoa possa ter tido o descaramento de passar da justiça para as obras públicas, da defesa para a administração interna, da segurança social para a agricultura e sei lá mais o quê, sempre convencendo os outros que estava a exercer o cargo com dedicação e patriótico em prol da justiça e do bem estar do povo ???? !!!!!.

     Vão de ministros para as câmaras , destas para a administração, daqui para a Europa , dali para acolá e dacolá para o eldorado que são  as reformas de sonho só ao alcance dos salões da baile onde deslizando silenciosamente assim vão passando pelos anos sem notarem no sofrimento, e no descrédito que deixam para trás.

    



publicado por aruangua às 22:48
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 13 de Maio de 2007
Será que estamos em Portugal ?

Decididamente começo a pensar que algo está mal neste rectângulo à beira mar plantado, pois os Portugueses vivem em Portugal e os governantes de certeza que cá não estão.

Será que o problema das vacas loucas, os fertilizantes hormonais que se colocam nas estufas e nas arvores de frutos, a ração que se dá aos peixes de aviário que agora nos impingem e a excelente saúde de correriam que agora nos apresentam, tem influenciado os nossos governantes ?

Segundo me recordo, a bandeira deste governo para alem do simplex ????, foi as novas tecnologias, a criatividade e inovação mas, de certeza que estas ideias geniais, decididamente não foram para os Portugueses senão vejamos :

Foi-se contratar a melhor escola Americana no capítulo das novas tecnologias para pareceria com ? escolas e universidades Portuguesas mas, temos que pagar a esses investigadores porque eles e muito bem, não trabalham de graça como os nossos governantes, foi-se contratar escolas, universidade e sectores tecnológicos da Alemanha, França, etc. para colaborar connosco também no capítulo tecnológico mas temos que pagar também a esses Senhores pois não vem para cá incentivar diplomas e cursos como nós sabemos a custo zero assim, relembro aos nossos governantes se eles existem, que há bem pouco tempo houve um concurso de robótica, um campeonato nacional no Algarve em que concorreram inúmeras escolas umas profissionais no ramo e outras não tanto e chegou-se ao fim com um 1º lugar, um 2º lugar e um 3º lugar que até por coincidência , foi a escola menos capacitada que concorreu ao certame e inúmeros louvores obteve pois tratava-se de uma escola a S. Gonçalo de Torres Vedras que inscrita numa categoria superior por engano, mais ou melhor classificação não obteve por falta de experiencia assim, estes 3 classificados ficaram automaticamente apurados para representar Portugal em Atlanta E.U.A..

O caricato disto, é que agora as ditas escolas se quiserem lá ir, que arranjem o dinheiro pois o Governo ou desgoverno não tem dinheiro para levar esta representação e percebe-se porquê pois as tais ditas universidades Estrangeiras que vem colaborar com as congéneres Portugueses, levam o nosso dinheiro todo e por isso o País tem que poupar nos nossos inventores, nos nossos criadores para que os estrangeiros continuem a investir na investigação.

Eu sei que desde que entramos para a U.E ., todos os que dizem que vão para os governos sempre nos atiram com arrogância , que estão a lutar pelos Portugueses, a investir as suas forças por Portugal mas, eles esquecem que já quase não existem os tais  "  ... bem aventurados os ignorantes, " que eles tanto desejam que existam mas, logo que uma vaga lá fora surja, aí vão eles todos cheios de conhecimentos e vontade de trabalhar no entanto quando cá estavam, bem não me façam escrever o que penso.

 



publicado por aruangua às 19:05
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 27 de Abril de 2007
A grande BANDALHICE

          Agora sim, a luz que se via ao fundo do túnel aclara-nos as mentes, surgiu como uma aparição mas, desta vez real.

          Sempre achei que creches, lares, saúde e educação deveriam ser sectores nas sociedades de hoje, com respeito, dedicação, transparência e profissionalismo.

          O que presentemente acontece em Portugal, não bateu no fundo porque este já há algum tempo estava roto.

          Mas, como alguns dos que gerem ou melhor deveriam gerir, com leis adequadas, justas e consistentes, tiraram os cursos?? em casa, enviando as provas para serem examinadas por professores ?? que alguns deles só tem o nome na praça pública porque a revolução não foi feita só de cravos mas também nalguns casos de diarreia cerebral ou melhor, ideias par vantes .

          Leva-me a pensar que estamos entregues a incompetentes e, alastra-se agora a todos os sectores da sociedade em que vivemos.

          Já não precisamos de juízes porque é o escrivão que resolvem ou decidem se devem acordar os magistrados para julgarem este ou aquele caso.

          Não precisamos de professores porque fazemos as provas em casa e enviamos aos administrativos para corrigirem na base de dados dum computador e, se houver alguma dificuldade ou dúvida, também não tem importância, telefona-se para o padrinho, amigo do, conhecido da e resolve-se o mestrado.

          E para não alongarmos muito os exemplos, já não precisamos de médicos pois estes ficam em casa e só são chamados se os enfermeiros não conseguirem resolver o caso, não precisamos de cirurgiões pois os talhos de certeza que podem resolver alguns casos, não precisamos de neurologistas na medida em que uma qualquer superfície comercial terá uns chás e ervas aromáticas bem ao gosto do cidadão anónimo para aclamar uma crise nervosa provocada pelas atitudes de alguns políticos e, finalmente para completar esta bandalheira, desprezo e arrogância pelo próximo a que estamos a chegar, também não precisamos de lares porque com a abertura de túneis, pontes, estações de metro, vãos de escadas, arcádias e demais abrigos, a solução está mais que garantida para os nossos últimos dias.



publicado por aruangua às 21:21
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 5 de Abril de 2007
Tá Calado

Tá Calado

Quer isto dizer o seguinte:

Tá Calado, mais conhecido nos meios políticos por TC (tribunal de contas) tornou-se na actualidade como uma aberração para aqueles seres com grandes ordenados, regalias e imunidade que também são conhecidos na praça, como políticos.

E digo Tá Calado porque sempre que este organismo que se presume isento e criado para analisar as contas do estado vem a público criticar os gastos tresloucados em obras e favores, logo vem a tal classe de seres com grandes ordenados, regalias e imunes, dizer que não é bem assim, que não é verdade, que estão a ser deturpadas as contas e que os estudos feitos pelo TC , não se enquadram na conjuntura e realidade dos objectivos programados.

Todo o cidadão tem em mente, que um tribunal seja ele qual for, é para julgar actos menos correctos e transparentes e não para louvar este ou aquele acto exercido com legalidade assim, mal este organismo critica a acção de um qualquer governo logo vem aqueles seres com grandes ordenados, regalias e imunes, dizer Tá Calado que não sabem o que estão a dizer !!!.

Para que serve então o TC - Tá Calado conhecido como Tribunal de contas ? para que se gastam dinheiros públicos com organismo que pouca ou nenhuma utilidade tem ? que são desrespeitados os seus elementos em plena praça pública sem se ouvir por parte destes, uma justificação a contrapor às críticas proferidas pelos políticos à sua actividade ?

Vivemos realmente numa sociedade que de à uns anos a esta parte se vem degradando vertiginosamente , em que a dignidade dos cidadãos nunca esteve tão maltratada já que no que respeita aos tais seres com grandes ordenados, regalias e imunes e, devido ao caminho livre e desafogado que seguem sem oposição mesmo dos ditos parceiros de oposição ????, os outros, colocam-se pacificamente nos passeios observando a passagem da caravana.



publicado por aruangua às 23:31
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 24 de Fevereiro de 2007
Estamos tramados

     E porque não?

     Mentir é o termo popular, não dizer a verdade é frequentemente usado pela nossa classe política ou melhor, não completamente interpretada!!!!!

     Foi assim que um grupo resolveu usar de estratégia para conseguir uma maioria e deste modo, conseguir os poleiros para sua salvação futura, acusando os Portugueses de despesismo, esquecendo-se que o dinheiro mal empregue e que nos é tirado, são os seus ordenados.

     E se uma não chega, mente-se pela segunda vez no referendo, para agora já não ser bem o que se prometeu e, como não há duas sem três, nas próximas eleições lá vão eles receber novamente o apoio popular merecido e, se olharmos para um país que os nossos deputados dizem ser menos evoluídos que nós, um primeiro ministro confessou que mentiu e logo o povo se revoltou e foi para a rua demonstrar o que é ser povo mesmo pois nós, somos conhecidos como de brandos costumes.

     .... .... a caravana passa e os cães ladram .... ...  dito isto, porque choramos, porque nos irritamos, porque nos lamuriamos já que estamos mesmo tramados assim resolvi fazer:

    Poesia abstracta da vida política Portuguesa garantida nas grandes percentagens de paciência que o povo tolera.

Pela vida que levo, porque sou obrigado.

Dediquei-me à poesia ou melhor, a ocasião faz o homem e a solidão inspira a pessoa.

Por isso e por muito mais, vi-me na obrigação de relatar a minha vida tal qual como a vejo e não como os outros a podem ver ...

          Depois de tantas noites mal passadas,

          De tantas cambalhotas da vida,

          De tantas vezes ter passado por debaixo da mesa,

          De tanto ter suado para nada.

          Sinto-me!? ...

Apanhado, moído , maltratado, queimado, chamuscado , esturrado, carbonizado, cacimbado , faminto, saciado, esfomeado , esfolado, escalpado , frito, guisado, assado, desmoralizado, concentrado, rijo, sóbrio, ébrio.

          Enfim ... sinto-me tudo menos aquilo que sou.

          Por isso ... já podem ver a vontade enorme que eu tenho em aceitar os políticos.

          Política ... políticos ... palavras que não me saem da cabeça!

          Pois para por na ordem e endireitar esta gente, ia de qualquer maneira.

          Tanto me importava que fosse de:

Barco, avião, submarino, eléctrico, machimbombo , triciclo , trotineta , patins, bicicleta, carro de esferas, riquexó automóvel, camioneta, caravela, bote, carroça, cavalo, burro, comboio ou até a pé.

Pois por mim o que contava era mesmo ir, para poder gritar bem alto, com a força dos meus pulmões ...

          Daqui não saio ...

          Daqui ninguém me arranca !

          Daqui não saio ...

          Nem que seja com uma valente tranca !!

Mas isso não é possível porque a visão visual da visibilidade viseira de ver da vista dos meus olhos ... assim nos obriga. E para isso lá está o tal ditado que diz:

          Se prato partido é caco ...

          Perna de porco é presunto !

          Se olho do cu é buraco ...

           Homem morto é defunto .

Por isso, desde que o sol brilha nas altas parcapinas dos montes, desde os mais recentes aos mais retardados pontos da vida papafúrvica !

O homem tem que aguentar até ao mínimo limite das suas forças.

          Dito isto por brincadeira

          Todo esta bonecada

           São cabeças de madeira

           O resto, trapos mais nada.

           Não sou esperto nem burro

          Nem bem, nem mal educado

           Sou apenas o produto

           Do meio onde fui criado.

          Quem nada tem nada come

          E ao pé de quem tem de comer

           Se alguém disser que tem fome,

           Comete um crime sem querer.



publicado por aruangua às 15:57
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 20 de Janeiro de 2007
Eu e tu

Eu e tu é que colocámos o País na situação em que se encontra ?

Será que eu que sempre paguei os meus impostos, que pago tudo aquilo que adquiro é que coloquei Portugal na situação complicada em que se encontra ?

Quanto a ti não sei porque não sou eu que pago as tuas coisas nem regulamento a tua vida mas segundo creio antes, durante e depois é e será os políticos que afundam todo e qualquer País pois gerem dinheiros que não são seus e por isso, para eles, 2+2 não são 4.

Ministros, secretários, subsecretários, adjuntos, etc., etc., são necessários para todo e qualquer ministério mas, se só os últimos é que tem que fazer o trabalho porque será então necessários aqueles que só assinam por baixo e vem para a comunicação cantarolarem ?

Isto faz-me recordar à uns anos atrás , estando eu em L.M . actual Maputo no meu local de trabalho, quando dois africanos apareceram e um deles dirigiu-se a mim pedindo trabalho. Olhei para ele e perguntei : o que é que tu sabes fazer ? a que ele me respondeu : eu não saber fazer nada. Então voltei a pergunta-lhe depois de observar o que lhe acompanhava, e ali o teu amigo o que é que ele sabe fazer? resposta rápida : é meu ajudante.

A cultura geral não é só o que nos ensinam na escola e nas universidades, é também o dia a dia, o que vemos e ouvimos mas acima de tudo, o sabermos filtrar o necessário para sermos úteis aos que de nós dependem

Perante a situação em que se encontra o País, e depois de escutar os nossos políticos dizerem que temos que apertar o cinto ainda mais como se os culpados fossemos nós, resolvi fazer um estudo muito rigoroso e exaustivo :

Farto, fartíssimo das constantes exortações ao trabalho e das incessantes campanhas para aumento da produtividade nacional com que a imprensa, rádio e T.V . e no emprego, inclusive, nos bombardeiam diariamente, resolvi fazer a mim mesmo esta pergunta :

Mas quem, afinal de contas, trabalha neste País ?

E cheguei às seguintes conclusões :

As estatísticas oficiais indicam que :

A população de Portugal é de.................. 12.000.000

O nº de pessoas c/ mais de 65 anos é de.... 4.000.000

               restam para trabalhar................  8.000.000

O nº de pessoas c/ menos de 16 anos é........   5.000.000

               restam para trabalhar...............    3.000.000

Os funcionários públicos são em nº de.....    1.000.000

               restam para trabalhar................    2.000.000

O nº de agentes e intermediários é de......        850.000

                restam para trabalhar...............     1.150.000

O nº de directores-gerais, subdirectores,

superintendentes, oportunistas, alienados,

hospitalizados, vagabundos, cauteleiros e

similares é de............................................      850.000

               restam para trabalhar.................       350.000

O nº de militares é de................................       100.000

               restam para trabalhar.................       250.000

Mandriões, detidos, deputados, polícias,

padres e outros são de...............................       149.998

               restam parta trabalhar ..................                    2

E quem são esses dois ?

Um sou eu, e o outro é você. Creio que isto deve ser para nós dois um estímulo, um, sinal para redobrarmos a energia e a determinação.

Temos portanto que trabalhar e trabalhar muito, sobretudo você ... porque eu estou-me nas tintas para fazer sozinho o trabalho de um País inteiro !!!  ...

   



publicado por aruangua às 19:14
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 16 de Janeiro de 2007
Vamos deixar de falar de política

 

     Vamos deixar de falar de política e de políticos é uma proposta para todos aqueles que acreditam no bom senso de algo que ao longo de muitos e muitos anos, já provou que não serve para nada mas sim para alguns servirem-se da nossa paciência .

          POLÍTICA : ciência ou arte de governar os povos ou nações --/-- negócios que interessam ao estado --/-- conjunto de princípios políticos --/-- esperteza, finura --/-- cerimónia, cortesia, civilidade.

          Esta é a definição que nos é dada pelo dicionário ou seja, inventaram uma definição para algo que verdadeiramente não tem definição mas perante o alheamento da maioria, criaram fundamentos para que a política fosse algo de objectivo.

          Ciência ou arte de governar os povos e nações, é segundo a minha maneira de ver, uma afronta não só à palavra ciência como aos verdadeiros cientistas pois o que dirão  eles cientistas, que passam anos a estudar algo de útil à sociedade quer no campo da medicina, indústria, agricultura, pescas, biotecnologia, etc., etc., e ao olharem para o lado deparam com alguém que querem por força não sei de quê, incluí-los também na ciência ou como ciência.

          Segue-se na definição a palavra arte de governar pois aqui entra o sector do teatro que os políticos como maus actores também vão desprezar a verdadeira arte praticada por gente honesta.

          Negócios que interessam ao estado: pois claro e só ao estado que é a minoria que exerce o cargo na política pois como se tem visto ao longo dos anos, realmente só tem interessado ao estado em que exercendo esta actividade encoberta pela palavra imunidade, só a eles tudo é permitido e acima de tudo os beneficia.

          Esperteza, finura : pois melhor definição não era possível já que neste campo da dita ciência da política, o que é preciso é ter esperteza e finura para ludibriar a realidade da maioria que de boca aberta, não de espanto, espera o pão de cada dia e o que vê, é eles, política conseguirem realizar os seus objectivos à custa dos sonhos dos outros.

          Cerimónia, cortesia , civilidade : é a máscara que é utilizada para parecer bem em determinadas alturas, quando a política precisa dos votos para se alcançar o poleiro que para uns é de 4 anos e para outros de 5 anos no mínimo.

          Depois desta definição que não fui eu que a dei, é altura de se ignorar a palavra política, por minha parte e daqui para a frente, vou ser um ser humano do planeta terra, vou acreditar naquilo que faço, não vou precisar que me digam que tenho que trabalhar mais e mais porque isso sempre o fiz vou sim seguir o que sempre idealizei ou seja .

      ... ... a minha terra é o curso e os ensinamentos que adquiri, a minha pátria é aquela que reconhece o meu valor e o meu trabalho.



publicado por aruangua às 22:54
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 5 de Novembro de 2006
Vamos ser claros

Acabaram com os militares!!!!!!!!!!!!!!!!

Existem golpes bem camufladas senão vejamos, porque é que um americano depois de ir para o iraque ao regressar recusa-se a voltar e é depois condenado por deserção e sujeito a prisão só e unicamente por ter pensado pela cabeça dele?  Assim em Portugal acabaram com o exército, tornando-o em mais uns funcionários do estado e asim os Políticos podem agire descontraidamente,sabendo de antemão que a única reação possivel são agora seus empregados.

 

Já não existem reservas naturais pois a utilidade pública sobrepoe-se às aberrantes idéias de oportunidades de alguns que usufruindo de benefícios, aconselham que as queimas ditas perigosas são agora inofencisas e não necessitam de estudos ambientais, pois aqueles que estudaram estes e outros campos não sendo políticos são incultos.

 

Fecham-se maternidades, escolas, centros de saúde, mais, mais não por falta de qualidade mas sim e exclusivamente por $$$$, sendo o interior os mais sacrificados e, em muitos lugares os poltronas esquecem-se que existem muitos idosos alguns deles mal conseguem subir para um autocarro para se deslocarem muitos quilómetros. Sendo isto uma visão da qualidade porque não se recicla estas idédias formadas em vazios de humanidades?

 

Mais e mais medicamentos que de um momento para o outro deixaram de ter utilidade e segundo os que governam, sem actividade terapeutica para curar este ou aquela doença assim, mais uma vez aqui vem a incompetencia ao de cima de quem analiza politicamente estes assuntos pois se anteriormente eram necesário receituário para o aviamento destes produtos, porque será que estes mesmo medicamentos que tem nas suas literaturas para além da composição, indicações terapeuticas tem também um rol grande de contra indicações e efeitos segundários, não são pura e simplesmente eliminados do mercado e com a aceitação dos políticos da praça, colocados nos supermecados e a poderem ser comprados livremente como que de ração se tratasse?

 

Militares para o Líbano o que me faz recordar as comissões para a guerra em ´´Africa pois de certeza que é só por dinheiro que isto se faz pois não vejo outro motivo, já que, quem bombardiou e destruiu o líbano foram os Israelitas por isso que sejam eles a construir e não os outros pois se esses elementos vão erguer algo lá, quando existem situações naturais de derrocadas, cheias cá e outros acontecimentos provocados pela natureza, eles não saiem dos quarteis para restaurar e recuperar a bem dos seus cidadãos por isso, a justiça e se existem algo que valha a pena existir porque será que em política, depois de uns determinados elementos natarem os seus próprios cidadãos, passados alguns anos são aceites como salvadores?

 

Pensões vitalícias porquê? Que fizeram esses seres para receberem essas pensões? Assinar um papel em branco tem mais valor que uma pessoa que salva uma vida? que uma pessoa que cultiva para alimentar milhares de pessoas? Eu acho mais uma vêz que a pior peste que apareceu a seguir a peste negra, é a política

 



publicado por aruangua às 11:48
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

Um Abanão

O baile da Caravana ! ! !

Será que estamos em Portu...

A grande BANDALHICE

Tá Calado

Estamos tramados

Eu e tu

Vamos deixar de falar de ...

Vamos ser claros

arquivos

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Novembro 2006

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds